3

Normas para Publicação

Para baixar este conteúdo em PDF, clique aqui.


A Revista de Saúde Coletiva da Universidade Estadual de Feira de Santana (RSCdaUEFS), vinculada ao programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da UEFS, e de periodicidade anual publica produções científicas relacionadas a saúde da população, organização dos serviços de sistema se saúde e áreas correlatas. As atribuições enviadas deverão ser escritas em português obedecendo às normas da RSCdaUEFS. Os trabalhos enviados serão avaliados e selecionados pelo corpo editorial da revista, devendo seguir às instruções aqui contidas.

Serão Aceitos:

  1. Artigos Originais;
    Pesquisa: artigos apresentando resultados finais de pesquisas científicas (10 a 15 laudas);
    Ensaios: artigo com análise critica sobre um tema específico (05 a 08 laudas);
    Revisão: artigo com revisão critica de literatura sobre um tema específico (05 a 08 laudas).
  2. Teses e Dissertações: resumo de dissertações de mestrado e tese de doutorado/ livre docência defendidas e aprovadas em Universidades Brasileiras e Estrangeiras com cursos credenciados e revalidados pela CAPES respectivamente (01 lauda).
    Os resumos devem conter título oficial da tese, dia e local de defesa, nome do orientador e local disponível para consulta.
  3. Resenha de livros: resenhas de livros publicados sobre temas de interesse (01 a 03 laudas).
  4. Relato de experiência: apresentando experiências inovadoras (08 a 10 laudas).
  5. Carta ao editor: carta contendo comentários sobre material publicado (02 laudas).
  6. Editorial: de responsabilidade do editor, podendo ser redigido por convidado a convite deste.

 

INSTRUÇÕES GERAIS PARA ENVIO

Os trabalhos a serem apreciados pelos editores e revisores seguirão a ordem de recebimento e deverão obedecer aos seguintes critérios de apresentação.

Devem ser encaminhados para o e-mail revi stasaudecoletivauefs.br com carta de apresentação para os editores informando a origem do trabalho, se de pesquisa (título), tese, dissertação, ou trabalho de conclusão de curso, com ou sem financiamento.

As páginas devem ser formatadas em espaço duplo com margem de 3,0 cm à esquerda, 2,5 cm nas demais bordas, fonte Times New Roman, tamanho 12, página padrão A4, numeradas no campo superior direito.

Caso o trabalho seja aceito para publicação, será solicitado o envio em separado das tabelas, gráficos, quadros e ilustrações e outras informações que sejam solicitadas pelos avaliadores.

 

ARTIGOS

Folha de rosto: deve constar, o título (com versão em inglês), nome(s) do(s) autor(es), titulação principal, vinculação institucional de cada autor, órgão(s) financiador(es) e endereço postal e eletrônico de um dos autores para correspondência.

Segunda folha: iniciar com o título do trabalho sem referência à autoria e acrescentar um resumo de no máximo 200 palavras, com versão em inglês (abstract). Palavras-chaves (03 a 06), extraídas do vocabulário DECS (Descritores em Ciências da Saúde/ www.nlm.nih.gov/mesh ).

Terceira folha: Título do trabalho sem referência à autoria e início do texto com parágrafos alinhados nas margens direita e esquerda (justificados), observando a seqüência: introdução, incluindo justificativa, e objetivos no último parágrafo; metodologia; resultados, discussão e referências. Digitar em páginas independentes os agradecimentos, quando houver.

 

TABELAS, GRÁFICOS E FIGURAS

Os arquivos das tabelas, gráficos e figuras devem ser enviados (caso aprovado o trabalho ou por solicitação) em arquivos independentes. Estes arquivos devem ser compatíveis com processador de texto “word for windows” (formatos: PICT, TIFF, GIF, BMP). O número de tabelas, gráficos e, especialmente, ilustrações deve ultrapassar 05 (cinco). No texto do item “resultados”, as tabelas, gráficos e figuras devem ser numerados por ordem de aparecimento, com algarismos arábicos e citadas em negrito (e.g. “… na Tabela 2 as medidas…”).

As Tabelas não devem ser fechadas nas laterais, enquanto os Quadros, sim, devem fechar, com linhas verticais, as laterais. O titulo deve ser objetivo e situar o leitor sobre o conteúdo, digitado após o número da Tabela, Gráfico, ou quadro. Figuras reproduzidas de outras fontes já publicadas, devem indicar esta condição na legenda.

 

ÉTICA EM PESQUISA

Trabalho que tenha implicado em pesquisa envolvendo seres humanos ou outros animais, deve ser ir acompanhada de cópia de documento que atesta a sua aprovação prévia por um comitê de ética em pesquisa (CEP), além da referência em metodologia.

 

REFERÊNCIAS

Preferencialmente, qualquer tipo de trabalho encaminhado (exceto artigo de revisão) deverá ter até 20 referências. As referências no corpo do texto deverão ser numeradas em sobrescrito, consecutivamente na ordem em que foram mencionadas a primeira vez no texto. As referências devem aparecer no final do trabalho, listadas pela ordem de citação, seguindo as regras propostas pelo comitê internacional de Editoras de Revistas Médicas disponíveis em http://www.icmje.org ou www.wame.org/urmport.htm.

Devem ser elaboradas obedecendo o formato proposto pelo Comitê Internacional de Revistas Biomédicas, conhecido como Grupo de Vancouver.

Exemplos:

  1. LIVRO
    Santana JSS. A creche sob a ótica da criança. Feira de Santana, Ba: Universidade Estadual de Feira de Santana; 1998.
  2. CAPÍTULO DE LIVRO
    Costa MCO. Crescimento e desenvolvimento na infância e na adolescência. In: Costa MCO, Souza RPS. Avaliação e cuidados primários da criança e do adolescente. Porto Alegre: Artmed; 1998. p. 35-53.
  3. TESE E DISSERTAÇÃO
    Costa NSS. Acesso da usuária aos serviços e ações de saúde na detecção precoce do câncer de mama: uma abordagem em defesa da vida. Feira de Santana; 2001. [Mestrado Dissertação – Universidade Estadual de Feira de Santana]. Santana, 2001.
  4. ARTIGO DE REVISTA
    Araújo EM, Araújo TM, Souza CAR. Mortalidade de mulheres por causas externas em Feira de Santana, Bahia. Revista de Saúde Coletiva da UEFS 2006; 2(1): 67-73.
  5. EVENTOS (Congressos, Seminários, Simpósios, etc.)
    Zioni f. controle popular: discussões temáticas. In: Anais do 4° Congresso Paulista de Saúde Pública; 1993 jul 10-14; São Paulo, (BR). São Paulo: Associação Paulista de Saúde Pública; 1995. p. 25-6.
  6. DOCUMENTOS ELETRÔNICOS
    Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Área Técnica de Saúde da Mulher. Gestação de alto risco: Manual técnico [online]. 3′ ed. Brasília (DF); 2000. Disponível em <URL;http://www.saude. gov.br/programas/mulher/gestão.htm> [2001 abr 6]
    Rocha JSY, Simões BJG, Guedes GLM. Assistência hospitalar como indicador da desigualdade social. Rev. Saúde pública [periódico online] 1995; 31(5). Disponível em <URL:http://www.fsp.usp.br/~rsp> [1998 mar 23]